Buscar
  • Flaviane

Especial Mês da Mulher: Mulheres da tecnologia para você se inspirar


Seja na ciência, na programação ou na medicina, todos nós sabemos que a tecnologia move o mundo. Do desenvolvimento de pequenos computadores até o uso contínuo de smartphones, foi necessário muito estudo, conhecimento e profissionalismo.

Na hora de lembrar das principais mentes por trás de toda essa evolução, não é difícil pensar em alguns homens que fizeram parte desse movimento. Bill Gates, Steve Jobs, Mark Zuckerberg, Larry Page: todos eles foram peças essenciais no mundo da tecnologia.

No entanto, existe uma grande lacuna nessa discussão: onde estão as mulheres que fizeram parte desse processo? Na hora de estudar sobre a tecnologia, muitas mulheres são totalmente invisibilizadas e pouco conhecidas.

Vamos aprender um pouco mais sobre cinco poderosas mulheres que mudaram a história com tecnologia? Se liga no post de hoje!

Leia também

Como é o mercado de trabalho para as mulheres?

E fora das redes sociais, como você está?

  • Ada Lovelace

Que o uso dos computadores e da programação são importantes para o andamento da tecnologia, você já sabe. Mas você sabia que a primeira pessoa a programar um algoritmo na história foi uma mulher?

Filha do famoso poeta Lord Byron, Ada Lovelace foi uma matemática inglesa que nasceu no ano de 1815. Fascinada por números, ela trabalhou com o matemático Charles Babbage, conhecido hoje como o pai do computador.

Ao traduzir um artigo sobre Babbage, Ada teorizou um mecanismo de repetição de instruções, conhecido hoje como looping e utilizado na maioria dos programas modernos.

Por sua imensa contribuição na área da programação, Ada é celebrada como a primeira programadora de história. Na segunda terça-feira de outubro, é comemorado o Dia Oficial de Ada Lovelace, com o intuito de promover o estudo da tecnologia e da ciência para jovens mulheres.

  • Grace Hopper

Quando usamos um computador ou um celular, milhões de processos funcionam por trás de linguagens de programação. Seja JavaScript, C + +, Python ou Assembly, são elas que processam todos os dados que solicitamos.

Uma das mulheres que fez parte da tecnologia de programação é Grace Hopper. Como analista de sistemas da Marinha dos Estados Unidos, a cientista foi pioneira na área da computação, sendo uma das primeiras programadoras do computador Harvard Mark I.

Sua principal criação foi a linguagem de programação de alto nível Flow-Matic, que foi base para a criação do COBOL, linguagem utilizada diariamente no processamento de banco de dados comerciais.

Ela também foi responsável pela criação do termo ‘bug’, utilizado quando se nota algum erro no computador.

  • Susan Kare

Quem nunca se apaixonou pelo design minimalista e moderno dos produtos da Apple? Se você ama o design intuitivo dos produtos dessa famosíssima marca, existe uma mulher a quem você pode agradecer.


Susan Kare é uma artista e designer gráfica que foi contratada pela Apple nos anos 80. Com muita criatividade, Kare desenvolveu famílias tipográficas, ícones e símbolos que marcaram os computadores da Apple.


Desde então, ela já trabalhou para dezenas de empresas do ramo, como Facebook, Microsoft, Intel, IBM e Motorola. Com uma grande influência nas identidades visuais modernas, Susan é uma das maiores designers da história.

  • Radia Perlman

Se a internet tem o sucesso que conquistou durante as últimas décadas, é por causa de Radia Perlman. Cientista da computação e engenheira de redes, Radia é conhecida como a ‘mãe da internet’.


Sua principal contribuição foi a invenção do protocolo Spanning Tree (STP), um protocolo que permite a fluência de dados entre os computadores por meio da internet. Sem Radia, seria impossível ter a internet que temos hoje.

  • Roberta Williams

Quem nunca jogou King’s Quest, Phantasmagoria, Half-Life ou Counter-Strike? Se esses jogos fizeram parte da sua infância, é por conta da influência e estudo de uma importante mulher.


Nascida em 16 de fevereiro de 1953, Roberta Williams é uma das principais designers de jogos da história. Nos anos 80, ela foi responsável pela criação da empresa Sierra Entertainment, pioneira na criação de jogos de aventura gráficos.


A empresa, na época, se tornou a maior publicadora de softwares de entretenimento para computadores. Atualmente aposentada, Roberta continua a influenciar milhões de jovens mulheres que procuram por visibilidade no mercado de games.


E o GAMT?


A presença da mulher no mercado de tecnologia é muito importante, e por isso, o GAMT tem se dedicado à inclusão. No projeto GAMT Lab, desenvolvemos práticas educacionais criativas, relevantes e inclusivas para crianças e jovens de até 15 anos. Vem conhecer mais! https://www.gamt.org.br/gamt-lab


268 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo